expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 16 de junho de 2020

PF fez buscas em endereços de deputado, empresários e blogueiro

Alberto Silva foi alvo de mandado de busca e apreensão da Polícia Federal em Poços de Caldas (MG) — Foto: Marcelo Rodrigues/EPTV


   
A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (16) uma ação com mandados de busca e apreensão contra o publicitário Sérgio Lima e o empresário Luís Felipe Belmonte. Os dois são ligados ao Aliança pelo Brasil, partido que o presidente Jair Bolsonaro pretende criar.

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), bolsonarista, também foi alvo. Agentes estiveram em endereços dele e também no gabinete, no Congresso.]

As buscas e apreensões foram pedidas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, dentro do inquérito que investiga a realização de atos antidemocráticos. Moraes é o relator do caso.

Ao todo, são 26 mandados contra 21 pessoas, que estão em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão e Santa Catarina.

O objetivo da ação, segundo os investigadores, é levantar provas sobre a organização dos atos e sobre quem os financia. Os atos atacaram e ameaçaram instituições como o Congresso e o STF, o que é inconstitucional. Há a suspeita de que os investigados agiram com apoio e articulação de políticos.

De acordo com a PGR, todos os investigados são suspeitos de usarem a internet e as redes sociais para disseminar mensagens contra a democracia, de incentivo à desobediência e contra a ordem pública.

Nenhum comentário: