expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

# Toni Martins - Todo Mundo lê!

sábado, 16 de outubro de 2021

Uma correção necessária sobre a foto da rural

A conterrânea Regina Cabral, nos fez uma correção justa e oportuna, dando uma valiosa contribuição sobre o registro histórico feito neste espaço. Eis o comentário.



Caro Toni Martins... 


Você não me conhece, assim como também não te conheço, mas estou, respeitosamente, entrando em contato contigo, para solicitar uma retificação no histórico dessa foto que postaste. Peço-te porque, essas crianças que nela estão, sou eu (Regina Cabral), juntamente com meus primos. Mais precisamente: 1. No alto José Cabral de Oliveira e, da esquerda para a direita: 2. Dalva Cabral de Oliveira 3. Regina Lúcia Soares Cabral de Araújo (eu) 4. Ivan Cabral de Oliveira 5. Bernadete Cabral Cortês 6. Helena Maria Cabral Cortês.  


Detalhe: Essa Rural, realmente fez história em Carnaubais, mas nunca pertenceu ao Sr. Valdemar Campielo, ex-prefeito da referida cidade. Vovô, José Cortês Cabral, comprou-a em 1960 (0Km) e, como vovô não dirigia ela ficava com painho, seu filho, pois, morávamos em Carnaubais. Daí, painho com ela, prestou muito serviço à população, mas, nunca a nenhum prefeito. Não tinha dia nem hora para painho ir deixar parturiente ou enfermo em Açu. Ou ia pegar Conceição (parteira), que chegava a fazer até 3 partos por viagem. Até falecimento houve nela, de uma paciente enfartada, a caminho de Açu. Vale lembrar que vovô e painho nunca tiveram, nenhum tipo de envolvimento com política.  


Atenciosamente... Regina Cabral 

sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Violeiro Elizeu ventania, o rei das canções

Em Mossoró se tornou popular, vendendo as suas 
canções em fita K7 na porta do Mercado Público.

Elizeu Elias da Silva, mais conhecido por Elizeu Ventania, nasceu em 20 de julho de 1924 no município de Martins. Desde de criança se identificou com a música e aos 18 anos percebendo a sua vocação, decidiu fazer da cantoria o seu ganha pão, influenciado por outros violeiros. 

De início pensou em se chamar Elizeu serrania para homenagear a cidade de Martins, mas na época já havia artista com esse nome. E optou por Ventania. 

Aos 18 anos seguiu para fortaleza onde aprimorou sua arte de cantoria e iniciou sua trajetória de artista. Viveu por anos do repente e da viola por todo Nordeste e Sul do país. 

Fazendo cantorias com outros cantadores chegou a forma dupla com o cantado João Liberalino sendo uma dupla famosa na região em um programa de rádio "Rimas e Violeiros" por mais de 20 anos. 


E, gravou o LP o Nascimento de jesus em 1972.  


Foi casando por mais de vinte anos com Francisca Limeira Sales, mas toda sua doença foi acompanhada pela Companheira Benedita Neuma Sena com quem viveu seus últimos dias de vida. 
 

O cancioneiro teve ao todo 8 filhos. 
 

Faleceu em 19 de outubro de 1998 por parada cardíaca. Elizeu sofria a anos complicações respiratórias adquiridas por anos de fumo. Morreu pobre, numa casinha modesta, deixando cerca de 100 canções inéditas. 


A Estação das Artes Eliseu Ventania é um prédio em que acontecem a maioria das festas e eventos da cidade de Mossoró, no estado do Rio Grande do Norte.

 

Também é parte do chamado "Corredor da Cultura de Mossoró", que envolve as atrações da Avenida Rio Branco, no Centro de Mossoró. 


O antigo prédio do Sistema Ferroviário Federal, foi recuperado com a parceria da Petrobras, que foi contemplada com o espaço para o Museu do Petróleo. 


Um poeta popular, cuja história, infelizmente, é pouco conhecida.


Além dos Festivais de Violeiros, chegou a gravar dois LPs de canções de sua autoria, além de um LP com vários estilos de cantoria improvisada, em parceria com aquele que foi seu principal colega, João Albino da Costa, o famoso João Liberalino, também falecido. 


Mais de cem mil fitas K7s rodam pelo Nordeste inteiro com suas canções. Elizeu foi uma das maiores expressões da cultura do homem do campo em todo o Nordeste brasileiro. Abaixo, seguem dois dos seus poemas mais clássicos. 

Alerta!! Assu e Alto do Rodrigues registraram primeiros casos da variante delta da Covid-19

O Laboratório Central Dr. Almino Fernandes (Lacen-RN), referência estadual no diagnóstico da Covid-19, com base nas análises de amostras enviadas à Fiocruz, confirmou mais 129 casos da variante Delta no Rio Grande do Norte.  

Entre os 173 casos no Estado, dois municípios varzeanas - Assu com 2 e Alto do Rodrigues com 1, somando três amostras positivas para a variante Delta do Vale do Açu. 


EM TEMPO


Nas adjacências regional, também já foram registrados casos da temida variante em Guamaré (3) e Jucurutu (1).   

Prefeito de Serra do Mel participa do II Encontro Pró-Vale realizado nesta sexta-feira (15) em Assú

O prefeito Josivan Bibiano de Azevedo (PL), do município de Serra do Mel, participou na manhã desta sexta-feira, 15, na cidade de Assu, do II Encontro do Pró-Vale. 

O encontro discute ações sobre o Consórcio Regional da Saúde, de Saneamento Básico, e também sobre a realização de um campeonato de futebol amador denominado “Copa do Vale”. 


Bibiano ressaltou a importância do evento “onde também se discutiu sobre a destinação de emendas do mandato do deputado estadual George Soares, presente no encontro, e acredito que esse é caminho e o momento de buscar a união em torno da nossa região para que venha a se desenvolver cada vez mais e gerar emprego e renda”, comentou o prefeito serrano. 


Além de Bibiano, participaram os prefeitos de Assu, Ipanguaçu, São Rafael, Alto do Rodrigues, e representante do prefeito de Carnaubais, tendo justificadas a ausência dos prefeitos que não puderem comparecer.   

Serra do Mel: Bibiano entrega brinquedotecas nas UBS’s das vilas Brasília e Alagoas

 A alegria e diversão nas Unidades Básicas de Saúde José Erivan da Silva, localizada na Vila Brasília, e Irismar de Lima Costa, na Vila Alagoas, no município de Serra do Mel, era contagiante na tarde desta quinta-feira, 14, e na manhã desta sexta-feira, 15. Crianças comemoravam a entrega da brinquedoteca, realizada pela Administração Municipal. 

O prefeito Josivan Bibiano de Azevedo (PL), a secretária municipal de saúde, Anacélia Freitas e a equipe do Núcleo de Atendimento da Saúde Família (NASF), e funcionários das UBS’s participaram da inauguração do novo espaço para leitura, atividades lúdicas e recreativas. 


- “Eu vejo isso aqui e me sinto emocionado. Criança é alegria, é o nosso futuro e nós precisamos investir com qualidade na educação, independentemente onde instalamos essas melhorias. A questão da saúde já é meio pesada, onde na maioria das vezes a criança chega à unidade fragilizada, “e a brinquedoteca torna o ambiente mais prazeroso. Logo, não tem um pensamento do tipo “eu vou ao médico”, mas sim de “eu vou à unidade e vou poder brincar”, trazendo alívio para os pais”, observou Bibiano. 


PALESTRA 

Na UBS da Vila Brasília foi abordado o tema sobre o “Outubro Rosa”, oportunidade em que as mulheres foram orientadas sobre os cuidados que devem ter em relação ao câncer de mama, se conscientizar sobre a prevenção da mama e do colo do útero. 

Já na UBS da Vila Alagoas, a criançada participou de momento festivo com teatro educativo de fantoches, distribuição de lanches, entre outras brincadeiras. 


Em tempo


O prefeito já adiantou que a gestão municipal vai entregar mais quatro brinquedotecas, sendo as próximas vilas beneficiadas nas UBS’s da Vila Alagoas, Maranhão, Paraná e Rio Grande do Norte. 




Fiocruz negocia produzir pílula contra a Covid

A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) negocia produzir para o SUS o antiviral molnupiravir, desenvolvido pela farmacêutica MSD e apontado como uma das apostas de tratamento nos primeiros dias de sintomas da Covid-19. O laboratório público brasileiro ainda discute termos do acordo com a empresa e aguarda estimativa do ministério sobre a demanda pelo medicamento.

A MSD anunciou no começo deste mês que os testes com o molnupiravir mostraram bons resultados. A pílula de uso oral reduziu em cerca de 50% o risco de hospitalização e morte para pacientes que podem desenvolver formas graves da doença, segundo dados preliminares. 

O Ministério da Saúde ainda não definiu se o medicamento será distribuído no SUS. A pasta espera aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para uso emergencial ou registro definitivo da pílula. 


As negociações entre a fundação e a MSD sobre o molnupiravir incluem a possibilidade de estudos para avaliar a ação da pílula contra outras infecções virais, como dengue e chikungunya. 


Em tempo  


No Brasil, há seis medicamentos aprovados pela Anvisa. Para entrarem definitivamente no rol do SUS, eles precisam passar por uma avaliação da Conitec. Há margem para uso emergencial dos produtos antes da análise da comissão, desde que haja aval da Anvisa, como ocorreu com as vacinas.