expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Inclusão: tecnologia vai ampliar acesso das pessoas com deficiência nas Eleições 2020

Ontem (21) foi Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, instituído em 2005 pela Lei nº 11.133

Para comemorar a data, o TSE vai divulgar uma série de cinco matérias, mostrando as facilidades que já foram implementadas para garantir o direito de exercício ao voto de 1.158.405 eleitores que declararam ter algum tipo de deficiência ou mobilidade reduzida.

A grande novidade deste ano é que, pela primeira vez, os eleitores com deficiência visual poderão ouvir o nome do candidato após digitar o número correspondente na urna eletrônica. 

Antes, tinha que contar com a presença de uma pessoa ao lado para que ela pudesse informar se, de fato, o número que você digitou corresponde à foto que aparece na urna eletrônica antes da confirmação.

É uma tecnologia necessária, porque o exercício da cidadania compreende você ter que votar, mas ter o direito de votar sem ter o sigilo do seu voto.

Outras acessibilidades

Caso  deseje, o eleitor com deficiência pode escolher local de votação que seja mais acessível. O TSE lembra que, para as Eleições Municipais deste ano, quem não pediu ao juiz eleitoral transferência para uma seção com mais acessibilidade ainda pode fazê-lo até o dia 1º de outubro.

Nenhum comentário: