expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 30 de junho de 2020

Não esquentou o canto: Decotelli apresenta carta de demissão e não será ministro da Educação


O professor e economista Carlos Alberto Decotelli apresentou nesta terça-feira, 30, ao presidente Jair Bolsonaro sua carta de demissão, que foi aceita pelo presidente.

Assim, ele deixa o cargo mesmo antes de tomar posse e menos de uma semana após ter sido anunciado para o Ministério da Educação (MEC).

O nome de Decotelli já havia sido oficializado e publicado no Diário Oficial da União, mas a posse, que estava marcada para esta terça-feira, foi adiada.

Após o dia tumultuado, Decotelli chegou a sair de uma reunião com Bolsonaro na noite de ontem dizendo que estava confirmado como ministro. Bolsonaro também afirmou em suas redes sociais que manteria sua nomeação.

A gota d’água para o presidente teria vindo após mais um anúncio, nesta manhã, de que a Fundação Getúlio Vargas (FGV) não reconhece Decotelli como professor oficialmente, dizendo que ele lecionou apenas em cursos extras e programas de formação de executivos.  

Nenhum comentário: