expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 30 de maio de 2019

Procurador rejeita inocência de Trump e aumenta pressão por impeachment







O procurador especial Robert Mueller quebrou um silêncio de dois anos ontem e afirmou que seu relatório da investigação de um suposto conluio da campanha eleitoral de Donald Trump com a Rússia, em 2016, não exonerou o presidente de responder por crimes.  

As declarações aumentaram a pressão para que os democratas iniciem um processo de impeachment na Câmara.  

Os pré-candidatos à Presidência pelo Partido Democrata Cory Booker, Kirsten Gillibrand e Pete Buttigieg se manifestaram publicamente pedindo a abertura do processo. 

-- “O Congresso tem a obrigação moral e legal de iniciar os procedimentos de impeachment imediatamente”, disse Booker, que é senador por New Jersey.

Nenhum comentário: