expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Estatísticas: Rio Grande do Norte perdeu R$ 2,65 bilhões com violência no trânsito em 2015


Esse é o impacto econômico provocado pelos 16.799 mil casos de invalidez permanente e a morte de 646 pessoas, resultantes de colisões e atropelamentos.

O cálculo refere-se à interrupção da atividade produtiva como resultado da incapacidade de trabalho.

Os dados fazem parte do estudo Estatísticas da Dor e da Perda do Futuro: novas estimativas, do economista Claudio Contador, diretor do Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (CPES).

No Brasil, a cada ano, cerca de 664 mil pessoas se envolvem em acidentes de trânsito. Deste total, 43 mil são vítimas fatais e 525 mil sofrem invalidez permanente.

O impacto econômico decorrente da incapacidade para o trabalho é de R$ 197 bilhões, ou 3,34% de todo o Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

Os acidentados concentram-se na faixa etária de 18 a 64 anos (90,4%). Ou seja, pertencem a um grupo em plena produção de riquezas para a sociedade, o que gera forte impacto no Valor Estatístico da Vida (VEV).
Postar um comentário