expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 17 de dezembro de 2017

Guamaré abre as portas para o turismo de vivência; salinas e gamboas já são atrações


O município de Guamaré, na Costa Branca potiguar, já tem um plano definido para atrair visitantes. A aposta está no chamado turismo de vivência e experiência.

O que é isso? Uma interação real com o espaço visitado. Mesmo que a infraestrutura não seja a ideal, a proximidade com o real faz a diferença.

Hoje, as fazendas de sal e as gamboas que se escondem em meio aos manguezais que margeiam a cidade são atrativos que garantem contatos e aprendizados bem distintos.

Em breve, também será possível fazer passeios panorâmicos a parques eólicos, viveiros de camarão e à refinaria de gás e petróleo Clara Camarão, da Petrobras.

Clique AQUI e veja mais fotos dos atrativos e belezas naturais de Guamaré.

G1 visitou o município e conheceu de perto seus atrativos e belezas naturais. Praias desertas, o encontro das águas do mar com o rio Aratuá e os manguezais formam um cenário deslumbrante.

Em meio a tudo isso, para aonde quer que se olhe, lá estão os gigantescos cataventos.

É assim que os nativos chamam os aerogeradores de energia eólica. À primeira vista, até que elas destoam da paisagem, mas logo as torres passam a compor o visual.
Postar um comentário