expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Governo tenta amenizar maior seca da história do RN com ações emergenciais


153 municípios em situação de emergência pela seca
A maior seca da história do Rio Grande do Norte está prestes a completar seis anos de sofrimento para o sertanejo que depende da água para desenvolver sua plantação, criação de animais e a própria subsistência.

Nos próximos dias 20 e 21, na Reunião de Análise e Previsão Climática para o Nordeste, o prognóstico de ocorrência de chuvas para o ano de 2017 deverá ser confirmado.

Segundo o secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Mairton França, as primeiras previsões divulgadas pela Emparn apontam para a ocorrência de chuvas dentro da média histórica, a partir do mês de março, o que poderia amenizar um pouco o drama a seca potiguar.  

De acordo com o relatório, há 35% de possibilidade de as chuvas ficarem abaixo da média histórica; 40% dentro da média e 25% de chover acima da média no RN.

Reservatórios

Segundo o relatório de situação volumétrica divulgado no fim do mês de janeiro, a situação dos reservatórios permanece em baixa. A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, está com 335 milhões de m³ e está próximo do volume morto.


Postar um comentário