expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sábado, 14 de janeiro de 2017

Polícia vai esperar amanhecer para intervir em rebelião no Alcaçuz; dez mortes confirmadas

  
Um grupo de detentos iniciou um motim na tarde deste sábado (5) no Pavilhão 5 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta. 

Segundo a PM, há dez mortes confirmadas até agora. 

Policiais militares e agentes penitenciários vão esperar o dia amanhecer para entrar nos pavilhões.

-- "Pelo visual, podemos afirmar que pelo menos três presos foram mortos. Deu pra ver as cabeças arrancadas”, afirmou Zemilton Silva, coordenador de administração penitenciária do Rio Grande do Norte.

Alcaçuz é o maior presídio potiguar. 

A área externa já está sob o controle das autoridades, segundo a Polícia Militar. As saídas foram bloqueadas e o Corpo de Bombeiros está fazendo barricadas no local.

Do lado de fora do presídio, que está às escuras, se ouvem muitos tiros e é possível ver muita fumaça. Segundo a Polícia Militar, a rebelião começou às 15h40, depois do horário de visitas das famílias.
Postar um comentário