expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

NOBEL: E A CULTURA POPULAR ONDE FICA?


Por um daqueles acasos que a história não repetirá, o dia em que o Nobel da Literatura distinguiu Bob Dylan foi o mesmo em que morreu Dario Fo, que em 1997 recebera este mesmo prêmio por entre exclamações de espanto.

O próprio Dario se declarou “chocado” com a sua escolha pela academia, já que a literatura era só uma das suas disciplinas.

E Dylan? O que há na sua obra que possa ser catalogado como literatura? Aliás, o que é na verdade a literatura? A academia sueca parece, por algumas das suas escolhas, pouco preocupada em seguir um cânone rígido.

E será tão divertido quanto desconcertante ver, a ilustrar os anúncios do Nobel da Literatura, um homem de guitarra eléctrica e a cantar.


Por ironia, aos 19 anos, Dylan escreveu num poema pueril: “Nunca chegarei aos vinte e um...”. Só que chegou aos 75. E ganhou um Nobel.
Postar um comentário