expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Operação é deflagrada para apurar supostas irregularidades no DPVAT


Operação para desarticular um esquema de fraudes no sistema Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) foi deflagrada na manhã desta quarta-feira, 8, em vários escritórios de Mossoró ao mesmo tempo.

Ao todo, 60 policiais civis, entre delegados e agentes, participam da operação na cidade. Foram expedidos 18 mandados de busca e apreensão, quatro de interdição e três de mandados de prisão.

Por determinação da justiça, foram presos José Gideon Alvces Bezerra, Francisco Jorge Maniçoba Maia e Francisco Erivandir Lopes Barros.

O esquema fraudulento no seguro DPVAT causou enorme prejuízo a empresa que administra o seguro obrigatório, no caso a Líder. É um dos escritórios visitados pela polícia, os agentes encontraram até carimbo da Polícia Civil.

As empresas também confeccionavam Boletins de Ocorrência com a assinatura falsificada, disse José Vieira, delegado responsável pela operação.


O seguro obrigatório serve para que vítimas de acidentes de trânsito sejam devidamente indenizadas quando necessário e a operação visa apurar denúncias de que o DPVAT esteja sendo pagos irregularmente.
A operação está sendo comandada pelo delegado José Vieira, responsável pelas ações da especializada em Mossoró.


Escritórios localizados próximos ao Hospital Regional Tarcísio Maia foram interditados. A polícia ainda não divulgou detalhes da operação, mas sabe-se que uma quadrilha vinha atuando para fraudar o DPVAT, usando pessoas comuns que davam entrada no HRTM vítima de queda ou acidente menor e eram orientadas a informar que sofreram acidentes de trânsito.
Postar um comentário