expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 11 de julho de 2017

Urgente: Após protestos, Senado aprova texto principal da reforma trabalhista


O Senado aprovou o texto principal da reforma trabalhista após uma sessão conturbada que ficou paralisada por quase sete horas por protesto de senadoras da oposição.

Foram 50 votos a favor, 26 contra e uma abstenção.

De acordo com o presidente, as mobilizações da oposição são legítimas mas não se pode interromper os trabalhos.

-- “Vou dar 20 minutos para um entendimento. Se não tiver, eu reabro os trabalhos e vou presidir em qualquer circunstância. Ou aqui ou em qualquer lugar desta Casa”, disse.

Mais cedo, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) havia pregado resistência, afirmando que, se necessário, os parlamentares oposicionistas dormiriam no Plenário.

De acordo com ele, o procedimento de iniciar os trabalhos a qualquer custo apenas vai contribuir com o acirramento dos ânimos.


-- “O Senado está de joelhos”, reclamou Lindbergh, enquanto Eunício fazia o anúncio. Ele foi retrucado por parlamentares da oposição, que gritaram: “O Senado está de pé”.
Postar um comentário