expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Cármen Lúcia diz que não fala de delações da Odebrecht “nem sob tortura”


A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, afirmou que não falaria sobre homologação da delação premiada da Odebrecht “nem sob tortura”.

A declaração foi feita em resposta aos questionamentos de jornalistas de se a ministra pretende homologar as delações da empreiteira durante o recesso do Judiciário.


Com a morte do relator da Operação Lava Jato no STF, ministro Teori Zavascki, que estava responsável pelas delações da Odebrecht, a presidente do Supremo autorizou os juízes auxiliares do caso a retomarem os procedimentos formais para que as delações de executivos da empreiteira Odebrecht sejam homologadas, no âmbito da Operação Lava Jato.
Postar um comentário