expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Não há tempo a perder!


O ministro Teori Zavascki, do STF, deu um bem-vindo exemplo na segunda (19).

Nesse dia, ele recebeu uma montanha de documentos sobre os 77 acordos de delação premiada da Odebrecht.

Era véspera de recesso judicial de fim de ano, mas o ministro não se fez de rogado.

"Em face dessa excepcionalidade, nós vamos trabalhar [em janeiro]", declarou, referindo-se a si e aos membros de seu gabinete.

Ainda bem, pois há muito trabalho pela frente.

Seria muito ruim se o material da delação começasse a ser analisado somente em fevereiro, depois do recesso forense.
Postar um comentário