expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Caso Elizete completa 19 anos cheio de mistérios


O corpo de Elizete Moura Lemos foi achado 
boiando no rio Pataxó com a cabeça raspada.
No dia 10 de novembro de 1996 no município de Ipanguaçu, especificamente na comunidade de Arapuá, a menina Elizete Moura de Lemos foi raptada, morta e mutilada.

A história de Elizete é longa e bem complexa, o corpo foi encontrado todo mutilado três dias depois.

Um caso brutal que chocou o Rio Grande do Norte e todo o Brasil, trás inúmeras dúvidas nas mais de 15 mil páginas do processo que rola na justiça até hoje.

Os acusados pela morte de Elizete foram julgados, alguns condenados, soltos e outros mortos.

A única certeza que fica é o sofrimento da família em saber que se Elizete hoje estivesse viva estaria com 29 anos.

Esse foi o crime mais cruel de toda a região do Vale do Açu
Postar um comentário