expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 18 de outubro de 2016

"O povo que não contar sua história, nem colher sua memória, corre o risco de desaparecer."


Fui ao museu Zulmira Bezerra, na Cidade Histórica. Trata-se simplesmente do berço da nossa memória. Lá encontrei Samuel Lacerda, único servidor que preserva o local, abrindo as portas e cuidando das plantas.

No momento o museu não está em condições de receber visitantes, já que os objetos expostos estão bastante empoeirados. A própria estrutura física começa a dá sinais de ruínas.

É preciso cuidar de nossa história. Quem sabe pessoas voluntárias não possam contribuir com o museu e dessa forma evitar que nosso museu seja fechado.

Esse texto não serve de crítica somente, é um alerta para que nossa história não entre nas páginas do esquecimento. 

"No século XXI, o povo que não contar sua história, nem colher sua memóriacorre o risco de desaparecer." - Jean Claoude Carriére.




Postar um comentário