expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 11 de setembro de 2016

Segunda mulher presidente do STF assume cargo nesta 2ª; Cármen Lúcia substitui Lewandowski


A partir desta segunda-feira caberá à ministra Cármen Lúcia definir os assuntos que o Supremo Tribunal Federal (STF) vai votar, conduzir as sessões e dar o voto de minerva se houver empate no plenário.

Será dela também a tarefa de substituir o presidente da República em caso de impossibilidade dos presidentes da Câmara e do Senado.

A mineira Cármen Lúcia Antunes Rocha, de 62 anos, assumirá o comando da mais alta corte do país no lugar de Ricardo Lewandowski.

Com isso, o Supremo ganhará uma titular rigorosa e tão diligente quanto seu antecessor. 

Ela é, entre os magistrados do STF, a segunda que mais rejeita liminares, a quarta em recusa de recursos e novamente a quarta quando a questão é celeridade na hora de decidir sobre os pedidos de liminar (Lewan­dowski é o primeiro). 
Postar um comentário