expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Mandantes da onda de terror no RN tinham patrimônio de mais de R$ 20 milhões


A informação foi revelada durante entrevista coletiva que detalhou a Operação Medellín, desencadeada na terça-feira (6), e que resultou na prisão preventiva de 14 pessoas, com atuação de liderança no Sindicato do Crime, além do cumprimento de mandados de condução coercitiva e busca e apreensão.

A investigação foi um trabalho conjunto do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Púbblico do Rio Grande do Norte (MPRN) e da 80ª Promotoria de Justiça em conjunto com a Polícia Civil e apoio da da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social.

A operação se dedicou a fazer um levantamento do patrimônio dos investigados, notadamente com movimentações financeiras altas sem comprovação de renda e, na maior parte das vezes, com evolução patrimonial injustificada.
Postar um comentário