expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Reboliço em Brasília: Presidente em exercício da Câmara anula votação do impeachment


O presidente interino da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), decidiu nesta segunda (9) anular a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff, ocorrida no dia 17 de abril.

Ele acolheu pedido feito pelo advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo.

O deputado do PP, que substituiu Eduardo Cunha na presidência da Câmara na semana passada depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu afastar o peemedebista do comando da casa legislativa, marcou uma nova votação do pedido impeachment para daqui a 5 sessões do plenário da Câmara, contadas a partir do momento em que o processo for devolvido para a Casa pelo Senado.

Em nota divulgada à imprensa, Maranhão diz que a petição da AGU ainda não havia sido analisada pela Casa e que, ao tomar conhecimento dela, resolveu acolher. Na decisão, ele argumenta “ocorreram vícios que tornaram nula de pleno direito a sessão em questão”.
Postar um comentário